BlogDestinosNacionais

Rio de ponta a ponta!

Quando se fala do Rio de Janeiro é inevitável não lembrar de canções que remetem ao destino.

Algumas tornaram-se até uma espécie de hino, como é o caso de País Tropical, de Jorge Ben Jor. Aproveitando o trecho de Samba do Avião, do maestro Tom Jobim, temos a deixa perfeita para falar do litoral carioca, afinal de contas: “Rio, seu mar. Praia sem fim”. É bem isso mesmo, pois de uma ponta a outra a Cidade Maravilhosa é cheia de charme e brinda seus moradores e visitantes com uma deliciosa variedade de praias, basta escolher e correr para o abraço, ou melhor, para o mergulho!

Foto: Prainha – Rio de Janeiro | Crédito: Google

As melhores, por assim dizer, são as da zona oeste, tais como Prainha e Grumari. As da zona sul, como Copacabana, Ipanema e Leblon são, de fato, as mais famosas e têm seus encantos, mas também são mais cheias. No verão, achar lugar na areia é quase missão impossível, isso sem contar que é preciso redobrar a atenção. Menos movimentada, a Barra pode ser uma boa opção, bem como a deliciosa Praia da Reserva, entre as praias da Barra da Tijuca e do Recreio, com mar digno de Caribe. Uma delícia! Mas, para que você possa escolher a que mais agrada, aqui vai uma listinha de ponta a ponta:

Grumari

Uma das queridinhas de quem quer fugir do circuito de praias tradicionais do Rio, está em uma área de proteção ambiental.

Prainha

Entre dois morros cobertos de Mata Atlântica, também está localizada em uma área de proteção ambiental e é a preferida dos surfistas.

Recreio

Continuação da Barra da Tijuca, esta é uma praia muito frequentada por famílias e jovens.

Barra da Tijuca

Praia mais extensa da cidade, são 18 quilômetros de mar bem agitado em alguns pontos.

São Conrado

Pequena, é principalmente frequentada por surfistas e moradores do bairro.

Leblon

Com 1,3 quilômetro de comprimento, é continuação da Praia de Ipanema, começando no Jardim de Alá e indo até os penhascos da Av. Niemeyer. Ali existe um mirante de onde se pode apreciar toda a avenida costeira Delfim Moreira, as praias do Leblon, de Ipanema e a Pedra do Arpoador.

Ipanema

Musa inspiradora de Vinícius de Moraes, já foi a praia da moda do Rio. Esta é uma praia urbana, frequentada por pessoas de todas as idades e com ondas fortes em alguns pontos.

Arpoador

Entre as praias do Diabo e de Ipanema, é muito conhecida por ser point para apreciar o pôr do sol. Na região, encontra-se o parque Garota de Ipanema, que leva o nome da famosa música de Vinícius de Moraes e Tom Jobim.

Copacabana

A praia mais conhecida do Rio é chamada também de “Princesinha do Mar”. Com todo o seu encanto, nesta praia tem sempre algo acontecendo, em qualquer horário, seja dia ou noite. O calçadão e os bares estão sempre cheios.

Leme

Com aproximadamente um quilômetro de areias fofas e claras, vai da Pedra do Leme até a Av. Princesa Isabel, onde começa Copacabana.

Urca

Ao pé do Morro da Urca, a pequena praia de águas calmas, apesar de imprópria para banho, vale a visita, já que garante um belo panorama do Rio.

Praia Vermelha

Também imprópria para banho, rende pelo cenário, pois está ao lado do Bondinho do Pão de Açúcar.

Botafogo

A enseada é imprópria para o banho, mas, por conta do mar calmo, é muito frequentada pelos praticantes de vela.

Flamengo

A praia que acompanha, de ponta a ponta, o Parque do Flamengo, é imprópria para o banho. Porém, nela é possível praticar esportes e relaxar contemplando a Baía de Guanabara.

E fica a dica: o verão, que começa hoje, dia 21/12, promete temperaturas lá no alto, daquelas que fariam Fernanda Abreu ter de atualizar sua mais conhecida canção para “Rio 50 Graus”. Então, nada de esquecer os tradicionais cuidados ao sol, como beber bastante água e passar protetor solar mais de uma vez ao dia, bem como garantir na mala óculos escuros, chapéu ou boné e hidratante. No mais, é só curtir esse destino “abençoado por Deus e bonito por natureza”.

Talvez você possa gostar

Comments are closed.

More in Blog