BlogDestinosInternacionais

Não deixe de conhecer o Vaticano

Se for para Roma, pode separar um dia para conhecer o Vaticano. Independente da sua religião, é um pecado deixar de ver as belezas seculares de lá.

Chamado oficialmente de Estado da Cidade do Vaticano, é a sede da Igreja Católica e uma cidade-estado soberana cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Nossa, que confusão, mas é isso.

Foto: Vaticano | Crédito: Google

Se for para Roma, pode separar um dia para conhecer o Vaticano. Independente da sua religião, é um pecado deixar de ver as belezas seculares de lá. Chamado oficialmente de Estado da Cidade do Vaticano, é a sede da Igreja Católica e uma cidade-estado soberana cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Nossa, que confusão, mas é isso.

Foto: Vaticano | Crédito: Google

Jesus Cristo foi julgado, morto e sepultado sob a jurisdição romana, o que torna irônico o fato de que o principal centro de peregrinação dos católicos seja em Roma. Com menos de meio quilômetro quadrado e população de pouco mais de 800 habitantes, é o menor país do mundo, tanto por população quanto por área, considerado Patrimônio Mundial pela Unesco.

Um dos locais mais emblemáticos é a Basílica Maior de São Pedro, construída em 326 e onde, segundo os romanos, localiza-se o túmulo do apóstolo Pedro. Também não dá para deixar de conhecer os Jardins do Vaticano, a Praça de São Pedro, a Capela Sistina, o Museu do Vaticano, a Biblioteca Vaticana, o Obelisco da Piazza Pio XII e o Palácio Apostólico.

 Foto: Vaticano | Crédito: Google

Caso não queira sair do Vaticano sem ver o Papa Francisco, programe-se. Não é fácil ver nenhum Papa, então, não perca a oportunidade, ainda mais esse que é o mais simpático de todos os tempos. Às quartas-feiras, 10h30, o Papa faz a Audiência Geral, ou “Udienza Generale”, em italiano. Ela acontece da Praça de São Pedro e os fiéis ficam por lá esperando. Se estiver muito frio ou chovendo, o evento é transferido para a Sala Delle Udienze de Paolo VI, a qual tem número limitado de pessoas. No caso, a entrada é feita pelo lado esquerdo da basílica. Chegue mais cedo nessas condições.

Além de chegar cedo no dia de ver o Papa, é preciso ter um convite, que é totalmente gratuito. Ele pode ser pedido no site da prefeitura do Vaticano e deve ser retirado no dia anterior ao da visita. Com ele em mãos, é possível ficar na área reservada com cadeiras. Caso não tenha o seu, poderá participar, mas sem entrar nesse espaço restrito. Atenção, o convite é gratuito, se alguém nos arredores da praça quiser vender, não compre. Faça seu pedido com pelo menos um mês de antecedência.

Fora a “Udienza Generale”, que acontece às quartas, dá para ver o Papa aos domingos ao meio-dia na Praça de São Pedro também. Às quartas, o tempo e o contato com o Papa é muito maior, enquanto que aos domingos, ele apenas sai na janela e dá sua benção com toda sua simpatia, a cerimônia é chamada de Angelus. Não é preciso convite, apenas disputar seu lugar na praça.

O Papa tem uma agenda de eventos, além desses dias mencionados, é possível vê-lo em outras ocasiões,  Algo importante a ser mencionado é no verão europeu a agenda do Papa muda um pouco, geralmente, não é realizada a “Udienza Generale”, apenas o Angelus aos domingos. O Papa está de férias nesse período, por isso a importância de ver sua agenda no link acima. Fique atento também que o Angelus costuma acontecer na residência de verão do Papa no Castel Gandolfo nos meses de agosto e até setembro. Ele fica a cerca de uma hora de Roma e dá para ir de transporte público.

Talvez você possa gostar

Comments are closed.

More in Blog