BlogDestinosDicasInternacionais

Quais são a cidades mais receptivas na Europa? Veja 15 destinos legais para fugir do óbvio

A escolha de um destino de viagem envolve vários fatores, entre eles: atrações, história, gostos, gastronomia, sentimentos, curtição, etc. Mas tem um deles que deixa a viagem muito mais prazeirosa e inesquecível, a receptividade da população aos turistas. A prestigiada revista americana de turismo Condé Nast Traveller ouviu seus leitores e elegeu as 15 cidades mais amistosas da Europa.

Que tal fugir do óbvio e se aventurar com a gente por essa lista inspiradora e repleta de surpresas?

1. Baden Baden – Alemanha

Com uma arquitetura pitoresca e singular, misturando as tradições alemãs e os palacetes italianos, Baden Baden atrai visitantes há milhares de anos que buscam relaxar em suas fontes termais abastecidas por uma nascente a 2.000 metros de profundidade. Até o nome da cidade remete a esta propriedade mineral, Baden significa banhar-se em alemão. Aos pés da Floresta Negra, pertinho de Stuttgart, este balneário também conta com uma população bem receptiva e amigável.

Baden Baden, Alemanha

2. Baku – Azerbaijão

Baku, no Azerbaijão, leva dois títulos bem inusitados: o de capital e de maior cidade do mundo abaixo do nível do mar. A cidade fica 28 metros abaixo do nível dos oceanos. Os turistas que visitam Baku deparam-se com uma cidade que mistura o moderno e o tradicional, com o seu centro histórico rodeado por novas construções arrojadas. A capital do Azerbaijão aparece na lista das mais amigáveis da Condé Nast.

Baku, Azerbaijão

3. Belfast – Irlanda do Norte

A Irlanda do Norte é um destino pouco procurado pelos brasileiros, mas é uma cidade de uma vida urbana agitada e com muitos atrativos culturais. Visitar Belfast também nos trás recordações sombrias de conflitos civis não tão distantes marcados por assassinatos e atentados. Mas isto ficou para trás e hoje esta capital europeia recebe bem todos os visitantes.

Belfast, Irlanda do Norte

4. Bilbao – Espanha

De mais uma região marcada por extremismos surgiu outra cidade amistosa da Europa segundo a Condé Nast. No norte da Espanha fica Bilbao, a maior cidade do País Basco. No passado recente o lugar foi marcado pelas ações criminosas do grupo ETA, mas hoje é uma cidade moderna com uma arquitetura despojada. A sua principal marca arquitetônica é estonteante Museu Guggenheim. Até o aeroporto da cidade está entre os mais bonitos do mundo.

Bilbao, Espanha

5. Bled – Eslovênia

Figura carimbada na lista dos lugares mais bonitos da Europa ou das mais belas cidades medievais. Bled, na Eslovênia, também faz parte dos destinos mais amigáveis europeus da revista Condé Nast. Um lago cor verde esmeralda rodeado de árvores e guardado por um castelo medieval dá boas-vindas aos visitantes. O local real de mais de mil anos é tido como um dos 30 palácios e castelos imperdíveis para conhecer na Europa. Já no meio do lago, uma ilhota, que abriga a Igreja de Nossa Senhora de Assunção, ganha todas a atenções. Por isso, Bled é uma experiência na Europa que todo viajante deveria ter pelo menos uma vez na vida e tem população receptiva e amistosa.

6. Bucareste – Romênia

Bucareste é a capital e a maior cidade da Romênia. Marcada pela arquitetura robusta da Era Soviética, tendo no gigantesco Parlamento de 1100 quartos seu maior exemplar, Bucareste abriga uma atividade cultural pujante e é lar de um povo receptivo, como destaca a premiação da Condé Nast Traveller.

 

 

7. Córdoba – Espanha

De forte influência moura e cristã, como boa parte das cidades espanholas da Andaluzia, Córdoba traz na sua Mesquita-Catedral a principal atração turística. Outros pontos altos da cidade são o Alcázar de los Reyes Cristianos e o bairro Judeu. A boa gastronomia espanhola e a receptividade também se fazem presentes. 

Córdoba, Espanha

8. Delft – Holanda

Uma cidadezinha pitoresca que conserva a tradicional cultura holandesa. Assim podemos definir Delft, na costa oeste da Holanda, que reúne tudo o que a de famoso no país: canais, moinhos de vento, arquitetura tipicamente holandesa e um belo centro histórico, além de moradores amigáveis com os visitantes.

Delft, Holanda

9. Évora – Portugal

Suas casinhas brancas com detalhes amarelos são marcas registradas nesta bela região portuguesa. Évora é o coração do Alentejo. Uma cidade com ares pacatos, mas movimentada devido à beleza, ao grande número de atrações turísticas e de universitários que vivem ali. Uma população que recebe bem todo o visitante e tem na mesa farta com bom vinho o receptivo alentejano.

Se perder pelas belas ruelas do centro de Évora faz parte de qualquer roteiro. Admirar as construções marcantes desta região pontuadas por resquícios romanos e igrejas góticas, entre elas a Igreja de São Francisco, que abriga a Capela dos Ossos – uma das mais famosas Igrejas decoradas com restos mortais da Europa.

10. Gênova – Itália

No norte da Itália fica Gênova, um dos mais importantes portos do país. Com uma rica história, a cidade preserva em seu centro prédios e palacetes dos séculos XIX e XX. Além da arquitetura e do porto, Gênova tem uma das mais ricas gastronomias italianas, com seus famosos Pesto Genovese, Focaccia col Formaggio e Pansoti in Salsa di Noci. É de engordar! A região também serve de ponto de partida para os turistas exploraram a bela região da Cinque Terre.

Gênova, Itália

11. Lugano – Suíça

Lugano é a maior cidade na parte italiana da Suíça. A influência do país do sul se faz presente não só no idioma, mas também na arquitetura, gastronomia, entre outras coisas como a boa receptividade de seus moradores. Nada melhor do que caminhar às margens do lago de Lugano e apreciar a vista das altas montanhas verdejantes a sua borda. O centro da cidade é a principal atração de Lugano, com sua Piazza Riforma, a Catedral da cidade e a Igreja de Santa Maria degli Angioli.

Lugano, Suíça

12. Salamanca – Espanha

A terceira cidade espanhola na lista da Condé Nast fica no noroeste do país. Salamanca respira história no seu centro antigo com ruas de paralelepípedos e as duas grandes catedrais de pedras douradas. Este Patrimônio Mundial também é bem receptivo com todos que ali chegam.

Salamanca, Espanha

13. Sófia – Bulgária

Apesar da dura e intimidadora arquitetura soviética estar presente em grande parte do centro da cidade, Sófia é uma cidade acolhedora. Passear por seu parques, praças, calçado˜es e visitar seus importantes monumentos e igrejas, como belíssima Catedral Alexander Nevski, não pode faltar num roteiro pela capital búlgara. Uma parada nos cafés e restaurantes no famoso Boulevard Vitosha também é obrigatória. A Bulgária é um dos países baratos para se visitar em 2022 listada num post recente do MD.

viagem em agosto

Sófia, Bulgária

14. Toledo – Espanha

Nenhum outro país aparece tanto quanto a Espanha nesta lista da Condé Nast. Pertinho da capital e muito visitada de trem pelos turistas que invadem Madri, Toledo atrai por sua arquitetura bem preservada no seu centro antigo murado. Quem ali chega é sempre bem recebido por sua população.

Cidade de Toledo na Espanha

Toledo, Espanha

15. Toulouse – França

Esta cidade é mundialmente famosa por abrigar a fábrica da Airbus. Toulouse é quarta maior cidade da França e fica numa região estratégica perto do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo. Durante a Idade Média, a cidade foi um importante centro de peregrinação. O Convento dos Jacobinos e o Capitole, prefeitura de Toulouse, são os principais pontos turísticos.

 

 

Hora de planejar suas próximas férias no Velho Continente, não acha?

Já visitou alguma desta cidades? Como foi a receptividade? Tem outro destino na Europa que destacaria como amistoso?  Eu tenho vários! Deixe seu comentário logo abaixo.

Por Rafael Castilho

Talvez você possa gostar

Leave a reply

More in Blog