BlogDestinosDicasInternacionais

O que saber antes de visitar a Sardenha

La Maddalena – Foto: Paixão Por Viajar

A ilha italiana pode passar despercebida no mapa, mas não é nada discreta. São tantas praias espalhadas pelos 2 mil quilômetros de costa e por dezenas de ilhotas que a cercam que ninguém ainda conseguiu contar quantas são. O que se sabe é que elas se parecem bastante com o que se conhece como paraíso: areia branca e águas calmas e de uma cor turquesa de fazer inveja ao Caribe. 

A Sardenha é a segunda maior ilha do Mediterrâneo e, tal como a maior, Sicília, parte do território italiano. Praias magníficas, um clima fantástico, beleza natural inigualável, tudo se conjuga para apaixonar o turista que ali se desloque. A Sardenha é composta por oito províncias: a capital, Cagliari – localizada a sul –, Sassari, Nuoro, Oristano, Olbia-Tempio, Ogliastra, Carbonia-Iglesias e Médio Campidano. Cada província tem algo especial para se conhecer e desfrutar. A Sardenha ocupa uma área de 24 mil quilómetros quadrados e as massas terrestres mais próximas são a península italiana, a ilha da Córsega, as ilhas Baleares, a Sicília, a Tunísia e a Provença. As costas da Sardenha, com mais de 1800 quilómetros são na sua generalidade rochosas, mas escondem praias maravilhosas, baías e pequenas ilhotas.

Qualquer percurso de férias pela Sardenha tem obrigatoriamente de incluir alguns pontos essenciais, como a costa de Cora, com as suas inúmeras grutas, desde Alghero até ao cabo Caccia. No extremo norte da ilha, em redor de Asinara, encontram-se algumas das praias mais bonitas da Sardenha.

A cidade de Alghero, fundada no século X, respira um ritmo de vida sossegado e tranquilo. Andar pelo passeio junto às muralhas que a separam do mar e passear pelo bairro antigo durará cerca de meio dia. Recomenda-se uma visita à Catedral de Santa Maria e à Igreja de São Francisco, exemplos da arquitetura gótico-catalã.

Sassari é considerada a cidade mais interessante da Sardenha, onde deve visitar o centro histórico, com as igrejas de São Pedro, St.ª Maria de Belém, a fonte de Rosello e a Praça de Itália.
Castelsardo é uma antiga cidadela situada na costa norte da Sardenha e uma das povoações mais pitorescas da ilha, encravada sobre um maciço virado para o mar, com uma zona antiga de estreitas e íngremes ruas que trepam até ao castelo construído no alto e a partir do qual se desfruta uma vista excecional do golfo de Asinara.

A 100 quilómetros de Cagliari, as ruínas da cidade púnico-romana de Tharros constituem um dos enclaves arqueológicos mais interessantes da ilha e um dos monumentos de visita obrigatória.
Nas margens do rio Temo, Bosa é a única cidade fluvial da Sardenha e nela é possível gozar de um ambiente medieval muito acolhedor. Subindo o rio, chega-se à Catedral de São Pedro e à parte velha, conhecida como Sá Costa. Percorrendo ruelas estreitas, entre casas multicores, chega-se até ao cimo da colina, onde fica o castelo de Serravalle, datado de 1112.

A capital da Sardenha, Cagliari, foi fundada pelos fenícios e alcançou o máximo esplendor durante o império romano. Aqui, deve visitar as mostras de cerâmica no centro histórico, assim como a Catedral de Santa Maria, a Igreja de Nuestra Sr.ª de Madonna e a Torre de San Pancrazio. Nos arredores, encontram-se algumas das praias mais bonitas da Sardenha. Para ir até lá, é necessário alugar um carro e andar pelo litoral um pouco à sorte. Pula e Nora são duas cidades romanas que se encontram a uns poucos quilómetros a sul de Cagliari e que também merecem uma visita.

 

 

Talvez você possa gostar

Leave a reply

More in Blog