BlogDestinosDicasInternacionais

O que fazer no Porto: 18 dicas da capital do norte de Portugal

O Porto é a capital do norte de Portugal e também vice-campeã em número de turistas, ficando atrás somente da capital Lisboa. O Porto tem um charme diferente, com nevoeiros pela manhã, espetaculares finais de tarde às margens do Rio Douro e ruas coloridas, com casas azulejadas, que deixam qualquer passeio a pé pelo centro histórico ainda mais prazeroso.

Uma cidade vibrante, que está a todo momento sendo modernizada e já conta com inúmeras lojas de design, museus de arte moderna e restaurantes premiados – onde a boa pedida é se deliciar com frutos do mar ou pratos típicos do norte português, sempre na companhia de um bom vinho do Porto.

O que fazer no Porto

Não tem como passar por Portugal sem conhecer a “Invicta”, como carinhosamente a cidade é chamada pelos portuenses. Neste post, resumimos tudo o que você tem que saber para planejar uma viagem incrível para o Porto.

Pontos turísticos do Porto, Portugal

1. Torre dos Clérigos

Uma das melhores vistas de toda a cidade está no topo da Torre dos Clérigos, um dos mais importantes pontos turísticos do Porto. A construção de mais de 75 metros de comprimento ficou pronta em 1763 para ser uma torre sineira, mas ao longos da história acabou orientando navegadores e também serviu como ponto estratégico para combates militares.

Visitantes devem subir mais de 200 degraus de uma estreita escada para chegar ao topo da torre, mas a recompensa é das melhores: uma vista 360º (com ou sem névoa) sobre as principais atrações do Porto, além do Douro e de Gaia.

porto

Pode até ser cansativo subir as escadarias da Torre dos Clérigos, mas a vista compensa!

2. Livraria Lello

As filas em frente à porta já entregam que a Livraria Lello é um das mais badaladas atrações do Porto. Seu mais de um século de história, a fachada neogótica e o interior de paredes forradas de livros, vitrais e uma bela escadaria sinuosa e vermelha são parte do motivo.

Mas o sucesso da Lello entre os turistas tem um motivo a mais: o boato de que ela teria servido de inspiração para alguns cenários clássicos dos filmes de Harry Potter. De fato a autora J. K. Rowling morou na cidade, mas ela declarou que não chegou a conhecer a livraria. De todo modo, a Lello continua linda e vale a visita – e, sim, as escadas realmente são parecidíssimas com as da escola de bruxaria Hogwarts.

3. Sé do Porto

Em um dos pontos mais altos da cidade, próximo à Ponte Luís I e com vista privilegiada para o Douro, está a Catedral Sé do Porto. Construída no século 12, a Sé tem um extenso largo logo em frente, que por si só já vale a visita: dali é possível ver a beleza da cidade, com telhados avermelhados se esparramando colina abaixo e as casas revestidas dos famosos azulejos azuis, tão característicos do Porto. Mas não deixe de entrar e admirar o interior da Igreja e o seu claustro.

A Sé do Porto fica em um dos pontos mais altos do Porto. Fotos: Bruna Scirea

4. Palácio da Bolsa

Classificado como Patrimônio Mundial pela Unesco, o Palácio da Bolsa é uma das mais bonitas e conservadas construções do Porto. Ali, importantes decisões referentes à economia portuguesa foram tomadas ao longo do último século. Hoje, o Palácio da Bolsa é sede da Associação Comercial do Porto. Em visita guiada, conheça todo o rico interior da construção, com mosaicos em madeira e pinturas em ouro.

porto

No Palácio da Bolsa importantes decisões comerciais portuguesas foram tomadas

5. Estação de São Bento

A estação central do Porto é um dos cartões postais da cidade. Concluída em 1915, a construção tem o saguão revestido por mais de 20 mil azulejos, com pinturas que revisitam importantes passagens da história de Portugal. Quem chega ao Porto de trem provavelmente irá fazer o desembarque na Estação Campana e depois pegar outro comboio até a São Bento, uma chegada em alto estilo!

porto

Estação São Bento é um dos cartões postais da cidade. Fotos: Bruna Scirea

6. Capela das Almas

Em um passeio pela movimentada Rua de Santa Catarina certamente você se surpreenderá quando, em uma das esquinas, ver uma belíssima capela, revestida em mais de 16 mil azulejos azuis, com imagens de São Francisco e de Santa Catarina. É a Capela das Almas, sem dúvida uma das joias do Porto.

porto

Capela das Almas, na Rua Santa Catarina, é uma das mais belas do Porto

7. Igreja de São Francisco

A discreta fachada gótica esconde um interior pomposo. Na Igreja de São Francisco, as três naves são revestidas com talha dourada, um trabalho que dizem ter utilizado até 300 kg de folha do precioso metal. Na visita à igreja não deixe de percorrer o subsolo, onde está o cemitério catacumbal, que reúne jazigos de irmãos da Ordem e de nobres famílias do Porto.

porto

Riquíssimo interior da Igreja São Francisco, revestida com folhas de ouro

8. Majestic Café

Durante o bate-perna pela Rua Santa Catarina, faça uma parada em um dos mais tradicionais cafés do Porto, o Café Majestic, de 1921. Peça uma rabanada e um cimbalino, como os portuenses chamam a taça de café, e respire o ar Bélle Époque que o estabelecimento conserva até hoje. Ah, esse sim era frequentado pela autora de Harry Potter quando morava na cidade, segundo ela “um dos cafés mais bonitos onde já escreveu“.

porto café masjetic

9. Ribeira

Localizada às margens do Douro, a Ribeira é famosa pelo seu casario colocado, com as construções coladinhas umas às outras. Por ali estão vários restaurantes, bares e lojas de lembrancinhas. Passeie pelo calçadão junto à orla e deixe se encantar com este belíssimo cartão postal do Porto.

porto ribeira

10. Praça da Liberdade

É o coração do Porto, uma de suas maiores e mais movimentadas praças. Construída em 1916, a praça abrigava no seu entorno sedes de bancos, jornais e importantes associações políticas da época. Entre as construções mais bonitas está a da Câmara Municipal e de um McDonald’s, instalado on edifício onde antes era o Café Imperial.

11. Jardim das Oliveiras

Entre a Torre dos Clérigos e a Livraria Lello está um agradável e belo jardim, ideal para um descanso à sombra ou mesmo um happy hour nos dias mais quentes. No entorno e no próprio jardim, estão vários quiosques de bebidas, além de lojas de roupas e artesanatos. Em uma viagem ao Porto, você certamente irá passar várias vezes em frente ao Jardim das Oliveiras e se surpreender com a beleza do gramado verdinho e do belo paisagismo.

porto jardim oliveiras

12. Jardins do Palácio de Cristal

Embora o palácio tenha sido colocado abaixo em 1951, para dar espaço a um centro de esportes, restaram os belos jardins do seu entorno. Eles foram projetados pelo paisagista alemão Émille David. Um passeio por lá reserva aos visitantes cenários de filme, com fontes, estátuas e incríveis vistas para o Douro.

13. Fundação Serralves

Amantes das artes e dos espaços modernos têm na Fundação Serralves um excelente passeio. Além de visitar o Museu de Arte Contemporânea, belíssima edificação assinada por Álvaro Siza Vieira, um dos mais importantes arquitetos portugueses, também é possível conhecer a Casa Serralves (o mais notável exemplo do art déco em Portugal) e um encantador parque, que chama para um passeio demorado.

14. Casa da Música

Aos fãs da música, vale a pena ficar ligado na programação da Casa da Música, uma das principais salas de concertos do Porto. O espaço também oferece passeios guiados pela construção, projetada para ter uma acústica perfeita. O restaurante da Casa da Música também é ótimo!

15. Praia de Matosinhos

Matosinhos é o refúgios dos portuenses e visitantes da cidade nos dias mais quentes. Mesmo se o clima não estiver convidativo, vale um passeio pela região para conhecer o Mercado Municipal e os bons restaurantes da região. Por lá estão duas das principais obras do renomado arquiteto português Álvaro Siza Vieira: a Casa de Chá da Boa Nova, onde funciona o estrelado restaurante do chef Rui Paula, e a Piscina das Marés, de águas salgadas. O trajeto mais rápido desde o centro do Porto é de metrô, mas de ônibus (número 500) a viagem é mais bonita!

porto fundação serralves

16. Caves do Vinho do Porto e atrações em Gaia

Quem vai ao Porto não pode deixar de conhecer a história e experimentar um dos produtos mais emblemáticos da cidade, o vinho do Porto. Mais licorosos, os vinhos do Porto são produzidos no Vale do Douro, armazenados nas caves de Gaia e levam esse nome pelo fato de a partir do século 17 terem sido exportados para todo o mundo, sobretudo para a Inglaterra, a partir da cidade do Porto.

porto gaia vinho do porto

Atravesse a ponte D. Luís I e passe um delicioso dia em Vila Nova de Gaia, logo à frente do Porto. Visite quantas vinícolas puder, passeie pelo calçadão à margem do rio, almoce em um bom restaurante e curta o fim de tarde no Jardim do Morro ou no mirante do Mosteiro da Serra do Pilar.

17. Cave Sandeman

O passeio nas caves da Sandeman é guiado pela misteriosa figura do Sandeman Don, que estampa os rótulos do produtos da marca. Os visitantes percorrem corredores frescos e escuros onde são armazenados barris de vinho do porto desde 1811. Ao fim do percurso, tem a esperada prova dos vinhos – os preços vão variar conforme os tipos de vinho escolhidos para a degustação. A visita à Sandeman é sem dúvida uma das mais populares do Porto em função da boa localização e pelo tour ser realizado em várias línguas. O preços variam entre 13 e 40 euros e é necessário fazer reserva antecipadamente.

18. Cave Taylor’s Port

Um pouco mais afastado do calçadão de Gaia, mas uma localidade muito bonita, estão as caves da Taylor’s Port, uma das marcas mais famosas de vinho do Porto. Os passeios são audioguiados (então não é preciso marcar horário) e a degustação pode ser feita no belo jardim da propriedade, acompanhado ou não de tábuas de frios. Boa pedida para quem tem mais tempo na região e gosta de incluir momentos agradáveis e de descanso no roteiro. A visita custa 15 euros, com prova de dois vinhos.

E você, já esteve em Porto e tem mais dicas para compartilhar?

Por Bruna Scirea 

Talvez você possa gostar

Leave a reply

More in Blog