BlogDestinosDicasNacionais

Festas do Divino Espírito Santo movimentam destinos nacionais

Esta semana marca a retomada no Brasil de uma das mais expressivas manifestações populares da cultura brasileira, que atraem visitantes a vários destinos do país. Após dois anos suspensos por conta da pandemia de Covid-19, os festejos presenciais do Divino Espírito, tradição religiosa remanescente da colonização portuguesa, voltam a ser realizados em conhecidos palcos das comemorações, que envolvem procissões, missas, shows e outras atrações.

23-05-22 FESTA DO DIVINO DE PIRENÓPOLIS GO - CRÉDITO ACERVO IPHAN.png

Festa do Divino em Pirenópolis (GO). Crédito: Acervo Iphan

É o caso de Pirenópolis (GO), a cerca de 150 quilômetros de Brasília (DF), onde a festa do Divino e as Cavalhadas – encenação da luta entre mouros e cristãos – começam no próximo dia 25 e seguem até 16 de junho. O evento, considerado desde 2010 Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), tem o seu ápice 50 dias após o Domingo de Páscoa, segundo o calendário católico. (Confira AQUI a programação)

Paraty (RJ), no litoral sul fluminense, inicia os festejos do Divino em 27 de maio e mantém extensa agenda nos 10 dias seguintes. Além de missas e ladainhas, haverá Gincana 32 Horas na quadra da Igreja Matriz, show de calouros, danças típicas e demais apresentações musicais, incluindo artistas como Toni Garrido, Agnaldo Rayol, Ângela Maria e o Padre Antônio Maria, entre outras apresentações de artistas locais. (Confira AQUI a programação)

O ministro do Turismo, Carlos Brito, celebra a volta de eventos do tipo e ressalta a contribuição das festas à retomada do setor. “As festas do Divino constituem um importante fator de atração de turistas, ajudando a reforçar a retomada do turismo no país. Este movimento também favorece o posicionamento do Brasil como grande destino do turismo religioso, o que tem reflexos altamente positivos na movimentação de divisas e na geração de emprego e renda”, observa.

Em São José (SC), cidade que integra a região da Grande Florianópolis, a Festa do Divino será promovida nos dias 28, 29 e 30 de maio, englobando a realização de quermesse, novenas, sorteios de prêmios e a oferta da tradicional Divina Sopa à população, entre outros eventos. A abertura oficial está prevista para o próximo sábado, com o Cortejo com a Família Imperial e a celebração da Santa Missa na Igreja Matriz do Centro Histórico. (Confira AQUI a programação)

SÃO PAULO – Os festejos do Divino também têm municípios paulistas como palcos. Um deles, Mogi das Cruzes, distante aproximadamente 50 quilômetros da capital do estado, inicia a agenda no próximo dia 26, envolvendo manifestações como alvoradas e procissões. O Império do Divino será montado na Praça Coronel Benedito de Almeida, permanecendo aberto para orações até 05 de junho, das 5h ao encerramento da novena. (Confira AQUI a programação).

No município de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, a Coroa do Divino, uma celebração com duração de sete dias, acontecerá entre 30 de maio e 05 de junho. O encerramento vai ficar por conta do tradicional Desfile da Cavalaria, que percorrerá o trajeto entre a Praça da Cultura (Avenida da Praia), no Centro, até a Catedral Divino Espírito Santo, podendo ser acompanhada pelo público a partir de um passeio ciclístico. (Confira AQUI a programação).

TURISMO RELIGIOSO – O Brasil abriga importantes ícones do segmento. A cidade de Aparecida (SP), por exemplo, guarda o Santuário Nacional de Aparecida, o segundo maior do mundo, atrás apenas da Basílica de São Pedro, no Vaticano. Já Belém do Pará é o cenário do Círio de Nazaré, inscrito em 2013 na lista de patrimônios imateriais da humanidade da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura).

Juazeiro do Norte (CE), por sua vez, ostenta a Estátua de Padre Cícero, que atrai milhões de romeiros. Movimento semelhante ocorre em Nova Trento (SC), cenário do Santuário da Madre Paulina, considerada a primeira santa brasileira. No Rio Grande do Sul, há ainda as Ruínas de São Miguel das Missões, que integram o Caminho das Missões Jesuíticas – o extenso roteiro de turismo religioso reúne atrativos do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia.

 

Por André Martins

Talvez você possa gostar

Leave a reply

More in Blog