BlogDestinosDicasNacionais

6 destinos alternativos na Serra da Mantiqueira

A Serra da Mantiqueira oferece roteiros turísticos tanto para quem gosta de aproveitar a natureza quanto para quem procura por boa gastronomia

Campos do Jordão ,  Poços de Caldas e  Joanópolis são alguns dos destinos turísticos mais famosos da Serra da Mantiqueira graças a diversos fatores, como o frio, a gastronomia, o ecoturismo e as lendas urbanas. Mas eles não são os únicos.

E para você sentir um gostinho desse potencial turístico, o iG Turismo conversou com o fotógrafo especializado em natureza e nativo da região Ricardo Martins, que fez uma viagem pela serra recentemente para seu novo livro, para trazer uma sugestão única de roteiro turístico com destinos alternativos na região.

No roteiro, os principais destaques são a gastronomia e as cachoeiras que pontilham a serra. “Mantiqueira na verdade vem da palavra Amantikir, uma palavra tupi que significa ‘a serra que chora’, pela quantidade de cachoeiras que existem na serra”, explica o fotógrafo.

5 dicas para não passar sufoco na Serra da Mantiqueira

E para não cair de paraquedas no seu passeio na serra , vale ter algumas cartas na manga. E, segundo Ricardo, essas dicas abaixo irão salvá-lo de perrengues pela viagem:

  • Leve calçados confortáveis
  • Coloque roupas de banho na mala
  • Use protetor solar
  • Passe repelente
  • Programe-se antes de viajar e procure ir na baixa temporada

6 lugares diferenciados para conhecer os segredos da Serra da Mantiqueira

  1. Alagoa, MG, e seus queijos artesanais
  2. Cristina, MG, e os cafezais
  3. Maria da Fé, MG, e o azeite artesanal
  4. Carrancas, MG e suas águas límpidas
  5. Aiuruoca, MG e suas cachoeiras
  6. Guaratinguetá, SP, e o bairro Gomeral

1. Alagoa, MG, e seus queijos artesanais

Foto: A cidade de Alagoa se destaca pela produção de queijo, com destaque para o premiado Queijo D’Alagoa, Crédito: Reprodução/Flickr/sertaobras

Localizada entre o Parque Estadual da Serra do Papagaio e o Parque Nacional do Itatiaia, a cidade de Alagoa é famosa pelo queijo, em especial o do Queijo D’Alagoa, vencedor do bronze no Mondial du Fromage de 2017.

Ricardo também indica que você inclua uma visita aos produtores dos queijos de Alagoa, como o “Seu” Márcio para conhecer um pouco mais da fabricação desse laticínio na região. “É muito legal essa experiência”, afirma.

2. Cristina, MG, e os cafezais

Foto: O melhor café da Serra da Mantiqueira pode ser encontrado na pequena cidade de Cristina, em Minas Gerais, Crédito: Ricardo Martins

Enquanto Alagoa se ocupa da produção de laticínios, o município de Cristina, do outro lado do Parque Estadual da Serra do Papagaio, garante parte da produção cafeeira da região.

“Nove produtores de Cristina já ganharam como melhor café do mundo, e a gente que tá aqui não sabe de tudo isso”, comenta. Para aproveitar o melhor do café no seu passeio na Serra da Mantiqueira, ele recomenda hospedar-se na pousada Casarão dos Noronha.

Além de ser aconchegante, bem localizada e em conta, ela oferece um roteiro turístico do café, permitindo que você conheça as plantações de perto e faça a degustação dos produtos.

3. Maria da Fé, MG, e o azeite artesanal

Foto: O azeite de Maria da Fé é um dos destaques gastronômicos da lista de destinos alternativos na Serra da Mantiqueria, Crédito: Reprodução/Flickr/Vinícius Montgomery

Depois do queijo e do café, o passeio vai para a cidade mineira de Maria da Fé, ao sul de Cristina. Ela se destaca pela produção de azeite totalmente artesanal, então, não deixe de degustá-lo.

E uma das melhores formas de fazer isso, segundo o fotógrafo, é indo a um restaurante para saborear o óleo com pão italiano e outras comidas como um sorvete regado a azeite. “E eu vou te falar que isso é muito bom”, garante.

4. Carrancas, MG, e suas águas límpidas

Foto: Carrancas, no trecho mineiro da Serra da Mantiqueira, se destaca por suas águas limpas, como na Cachoeira da Esmeralda, Crédito: Ricardo Martins

Saindo da rota gastronômica, o passeio na Serra da Mantiqueira vai até Carrancas, o destino mais distante de São Paulo na lista, a cerca de 400 km da capital paulista.

Lá, você irá se encantar com o ecoturismo. “Na cidade de Carrancas, conheça a Cachoeira da Esmeralda, é deliciosa”, indica Ricardo. Segundo ele, as águas que correm pelos arredores da cidade são extremamente transparentes, a exemplo daquelas no Poço da Esmeralda.

5. Aiuruoca, MG, e suas cachoeiras

Foto: A cidade de Aiuruoca está cheia de cachoeiras: são 85 no total para você aproveitar a Serra da Mantiqueira, Crédito: Shutterstock

Continuando o roteiro turístico ecológico na região, a cidade de Aiuruoca, a alguns quilômetros ao norte de Alagoa, se destaca por suas cachoeiras, somando um total de 85.

Ela também é pontuada por picos que vão dos 1,3 mil aos 2,3 mil metros de altitude, dando oportunidades de aventura para quem gosta de atividades como trilhas, rapel, tirolesa, mountain bike, entre outras.

6. Guaratinguetá, SP, e o bairro Gomeral

Foto: A Serra da Mantiqueira ganha vida em Guaratinguetá, no bairro do Gomeral, oferecendo gastronomia e natureza a todos, Crédito: Reprodução/Flickr/MATHIAS, M H

O turismo, ao longo dos anos, tornou-se uma das principais fontes de renda para Guaratinguetá, com destaque para o turismo religioso após a canonização do Frei Galvão.

Mas alguns pontos da cidade, como o Gomeral, podem surpreendê-lo com belas vistas e boa comida em restaurantes como o Tao do Gomeral, que dá aos turistas uma experiência gastronômica única em meio à mata.

E todas essas experiências únicas e muitas outras estão a menos de 500 km de distância das três capitais dos estados pelos quais a serra se espalha, então não tem desculpa para não planejar uma viagem para a Serra da Mantiqueira e aproveitar novas faces da região.

 

 

Talvez você possa gostar

More in Blog