Estrela de canções, lendas e até de novela das 8, o rio São Francisco – Velho Chico.

Para os íntimos – percorre cinco Estados brasileiros e encanta aqueles que o veem de perto. Em Sergipe, o rio demarca a fronteira com Alagoas e é um atrativo turístico dos mais procurados por quem visita Aracaju. Apesar de distante, a capital é ponto de partida para o passeio de mais de 200 quilômetros até Canindé de São Francisco, onde os visitantes conhecem o Cânion do Xingó.

Foto: Cânion do Velho Chico – Aracaju – Sergipe | Crédito: Google

Por conta da distância, o passeio costuma sair cedinho da capital, e retorna apenas no fim do dia. Vá com roupas leves – afinal, o roteiro é pelo sertão -, e não se esqueça da roupa de banho, pois normalmente os tours fazem uma parada para um mergulho no rio. Não dá para perder esta chance. O Cânion do Xingó é considerado o quinto maior cânion navegável do mundo, e sua beleza impressiona, principalmente, pelo contraste entre os paredões de pedra e as límpidas águas do São Francisco. Prepare sua máquina fotográfica para registrar as paisagens únicas deste pedacinho do Nordeste.

O passeio é feito de catamarã ou escuna, navegando pelas águas represadas da Usina Hidrelétrica de Xingó. Alguns roteiros incluem uma visita ao complexo da usina. E também ao Museu de Arqueologia do Xingó e à Fazenda Mundo Novo, o Parque Temático da Caatinga.

Outros passeios

Outra opção de passeio para o Rio São Francisco é visitar sua foz. Na fronteira de Sergipe e Alagoas, onde ele finalmente encontra o mar. Reserve um dia inteiro para este passeio. Ele sai de Aracaju e percorre 130 quilômetros até o município de Brejo Grande. Dali, a embarcação navega por uma paisagem de ilhas fluviais, dunas, coqueirais, manguezais e praias inexploradas, até chegar ao oceano. Há paradas para banho, e alguns tours ainda incluem um almoço. Confira com seu agente de viagem quais opções de passeios pelo Velho Chico ele oferece.